Instituição de ensino:

Universidade de São Paulo (USP)

Programa:

Geografia Humana

Autor:

Lina Patricia Giraldo Lozano

Titulação:

Mestrado

Ano de defesa:

2008

Link:

 

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-16012009-165741/publico/LINA_PATRICIA_GIRALDO_LOZANO.pdf

Resumo:

 Este trabalho analisa as atuais transformações na configuração sócio-espacial do Centro Antigo de Bogotá, que surgem como resultado das políticas públicas de renovação ou requalificação urbana que vêm sendo executadas a partir da segunda metade da década de 1990, por meio do Plan de Ordenamiento Territorial de Bogotá. Essas políticas de planejamento urbano correspondem a uma dinâmica de transformação do espaço em escala global na qual os centros das cidades ganham importância devido a suas condições privilegiadas de centralidades urbanas e, principalmente, por serem espaços que ainda conservam um patrimônio singular representado na arquitetura, nos modos particulares de vida e nas memórias coletivas, portanto, dos valores simbólicos que estão atrelados ao desenvolvimento histórico da cidade. Tal processo de renovação implica, necessariamente, a produção ou reprodução de novas espacialidades que estejam direcionadas à geração de um processo de revalorização do centro. Esse processo todo envolve tanto o manejo e a administração do espaço público, quanto a reestruturação funcional desta área, a qual tende progressivamente ao desenvolvimento de atividades ligadas às artes, à cultura e à educação. O avanço desta dinâmica de revalorização significa, no entanto, o exercício de um controle extremo por parte do Estado sobre os moradores e freqüentadores pobres do centro. Isto se dá mediante a criação de diversas obras de infra-estrutura e a delimitação e normatização espacial que buscam a separação e consolidação do Centro Histórico dos bairros pobres vizinhos, que aos poucos vão sendo esvaziados de seus residentes tradicionais pelo desenvolvimento de processos de gentrificação. O que este trabalho procura mostrar é justamente, como, com o passar do tempo, o processo de deslocamento e o controle sócio-espacial exercidos sobre as populações que tradicionalmente moram e freqüentam o centro vêm sendo gradualmente intensificados pela ação do Estado, que responde a uma estratégia programada de revalorização desta área da cidade.

Orientador:

Miriam Gomes Saraiva

Palavras-chave:

Centro antigo de Bogotá Controle sócio-espacial Estado; Planejamento urbano; Renovação urbana; Revalorização espacial