Instituição de ensino:

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Programa:

Relações Internacionais

Autor:

Vanessa Aparecida De Souza

Titulação:

Mestrado

Ano de defesa:

2015

Link:

 Não disponível

Resumo:

 O presente trabalho realizou um estudo de caso com uma abordagem interpretativa e explanatória com o objetivo de analisar a orientação da política externa brasileira para o Oriente Médio nos governos de Fernando Henrique Cardoso a Luiz Inácio Lula da Silva tendo como base a crise entre os Estados Unidos da América e o Iraque no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), entre 1997 e 1998; a transição de governos de Fernando Henrique Cardoso para Luiz Inácio Lula da Silva em 2002 e a invasão do Iraque pelos EUA em 2003. Para a análise acerca da orientação da política externa brasileira para o Oriente Médio foram utilizadas as abordagens teóricas de Rosenau (1981) e Hermann (1990) a fim de identificar o padrão de adaptação, os níveis e as fontes de mudança de tal política. Os resultados apontam que, com relação às questões envolvendo o Iraque, houve uma mudança na orientação da Política Externa Brasileira, uma vez que, o posicionamento brasileiro frente à crise do Iraque no CSNU, durante o governo FHC, foi de distanciamento com relação ao Oriente Médio e de alinhamento com os interesses dos EUA. Por outro lado, o posicionamento brasileiro frente à invasão do Iraque em 2003, durante o governo Lula, foi de repúdio à ação dos EUA e de proximidade e aprofundamento das relações com a região do Oriente Médio nos anos seguintes. No que diz respeito à transição de governos, esta favoreceu uma maior proximidade com a região. Além disso, a partir da identificação do Padrão de Adaptação, dos níveis e fontes de mudança da Política Externa Brasileira para o Oriente Médio de FHC a Lula, percebe-se que, de maneira geral, que as demandas e mudanças que ocorreram no ambiente internacional tiveram impacto significativo no posicionamento do governo brasileiro com relação ao Oriente Médio no período de 1997 a 2003. Como o ambiente internacional, principalmente no período pós-Guerra Fria, trata-se de um ambiente composto por uma dinâmica complexa, a variação do cenário externo reflete na variação da Política Externa Brasileira para o Oriente Médio.

Orientador:

Danny Zahreddine

Palavras-chave:

Política Externa Brasileira; Fernando Henrique Cardoso; Luiz Inácio Lula da Silva; Oriente Médio; Iraque; Mudança e Continuidade Em Política Externa