Instituição de ensino:

Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ)

Programa:

Ciência Política

Autor:

Luiz Antônio Correia de Medeiros Gusmão

Titulação:

Mestrado

Ano de defesa:

2009

Link:

Não disponível

Resumo:

 Procuramos descrever e verificar se o fenômeno, comumente chamado na literatura sobre políticas antidrogas de “efeito-balão” (a transferência de cultivos de um país para outro em resposta à redução na área de cultivo de coca em determinado país), ocorre em proporções significativas dentre os países andinos (Bolívia, Peru e Colômbia), os maiores produtores de cocaína. Após uma introdução em que contextualizamos o tema, definimos os objetivos principais, apresentamos as hipóteses e os dados empregados nos testes estatísticos, desenvolvemos a argumentação ao longo de três capítulos. No primeiro, apresentamos uma visão geral do cultivo de coca nos países andinos de 1990 a 2007, descrevemos o comportamento das taxas de crescimento e de erradicação e testamos duas hipóteses sobre a existência do efeito balão por meio de uma análise de correlação, medida pelo coeficiente “r de Pearson”. No segundo capítulo, realizamos uma descrição da trajetória histórica das principais políticas de combate às drogas implantadas nos países andinos. Essas políticas e programas de cooperação internacional definem estratégias e diretrizes que, em conjunto, conformam diferentes marcos regulatórios da produção da folha de coca. Ainda nesse capítulo elaboramos uma classificação desses marcos em uma escala de militarização–legitimação e fazemos inferências sobre seus efeitos. No terceiro capítulo, apresentamos fatores econômicos (preço da matéria-prima e seus derivados) e sociais (presença de grupos armados ilegais e organização de movimentos cocaleiros), freqüentemente citados na literatura para explicar o cultivo de coca nos países andinos. Por fim, na conclusão, resumimos as observações feitas ao longo do trabalho e construímos um modelo qualitativo da interação dos atores envolvidos no cultivo de coca para explicar seu aumento e diminuição ao longo do tempo.

Orientador:

Maria Regina Soares de Lima

Palavras-chave:

Andes; coca; cocaína; efeito balão; políticas públicas