Instituição de ensino:

Universidade de Brasília (UnB)

Programa:

Relações Internacionais

Autor:

Danillo Alarcon

Titulação:

Mestrado

Ano de defesa:

2012

Link:

 http://repositorio.unb.br/handle/10482/11331

Resumo:

 Este trabalho pretende estudar a Política Externa dos Estados Unidos da América para o Afeganistão, após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, a partir dos modelos de Análise de Política Externa (APE), em especial o apresentado por Walter Carlsnaes (1987; 1992; 2002), que conjuga a interatividade dinâmica entre agentes e estruturas. Sendo assim, o nosso questionamento central é por que a administração de George W. Bush optou pela mudança de regime e retirada dos Talibãs do poder no Afeganistão, em uma ação de envolvimento direto na política interna do país, após décadas de incursão indireta. A resposta para esse questionamento, como perceberemos, não pode ser somente encontrada nos desígnios de um pequeno grupo de pensadores e influenciadores da política externa dos Estados Unidos, os neoconservadores. A proposta de Carlsnaes (1987; 1992; 2002) sobre a Política Externa é que ela é multifatorial, o que nos impulsiona a estudar o histórico das relações entre os dois países, a conformação do governo Bush e a forma como a “Operação Liberdade Duradoura” foi lançada, em outubro de 2001, sempre cientes de compreender e explicar as intenções e as disposições que levaram a determinada ação de política externa. Já havia uma preocupação crescente com uma miríade de questões envolvendo o Afeganistão desde o início da administração do presidente republicano. Os atentados de setembro de 2001 foram a última centelha para que algo definitivo fosse feito. Esperamos assim mostrar ao fim do trabalho que a opção pela retirada dos Talibãs do poder seguiu os próprios caminhos das várias rodadas de reuniões no Comitê dos Dirigentes, através das quais os principais encarregados da política externa dos Estados Unidos se deram conta de que os Talibãs estavam diretamente vinculados a Al-Qaeda e a Osama Bin Laden.

Orientador:

Alcides Costa Vaz

Palavras-chave:

Análise de Política Externa; Política Externa Norte-americana; Afeganistão; Operação Liberdade Duradoura