Instituição de ensino:

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Programa:

Relações Internacionais

Autor:

Carolina Dantas Nogueira

Titulação:

Mestrado

Ano de defesa:

2010

Link:

 

http://www.biblioteca.pucminas.br/teses/RelInternac_NogueiraCD_1.pdf

Resumo:

 Esta dissertação encerra um estudo sobre o comportamento político do Japão no período da Guerra Fria para as questões em segurança. O objetivo principal foi analisar a influência de elementos domésticos e internacionais na cultura de segurança nacional do ator estatal, para verificar o impacto desta nas decisões políticas em segurança naquele período. Realizou-se, pois, primeiramente, um estudo histórico das experiências que definiram como os japoneses entendiam o seu setor militar, sua segurança nacional e o uso da força no período que antecede a Segunda Grande Guerra e ao longo deste conflito. Esse recuo histórico justifica-se com o intuito de identificar elementos de continuidade e mudança na cultura de segurança do Japão no período subsequente. Assim, verificou-se, posteriormente, o processo de tomada de decisão das políticas para segurança durante a Guerra Fria examinando a cultura de segurança nacional e as políticas de defesa, monitorando como evoluíram em resposta aos eventos históricos destacados. O estudo mostrou que as políticas japonesas para segurança resultaram não apenas da dinâmica política no sistema internacional, mas também de um conjunto de interesses, valores, ideias e normas no plano interno, construídos ao longo do tempo. Destarte, para que uma maior compreensão sobre o comportamento de um ator no sistema internacional seja alcançada, faz-se necessário o exame da construção desse comportamento integrando os níveis doméstico e externo.

Orientador:

Eugênio Pacelli Lazzarotti Diniz Costa

Palavras-chave:

Política Internacional; Segurança Nacional; Japão; Guerra Fria; Segunda Grande Guerra; Ocupação estadunidense; Construtivismo