Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Teses e Dissertações de 2014

  

O Centro de História e Documentação Diplomática assinala que os conceitos e opiniões expressos nos trabalhos listados a seguir são de exclusiva responsabilidade de seus autores.


Título: Análise das políticas externas da Argentina e do Brasil em relação à Alemanha, à Itália e aos Estados Unidos da América durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945)
Autor: Jorge Luiz P. Ferrer
Ano: 2014
Instituição: UFRJ
Resumo: Esta tese de doutorado analisa, comparativamente, as políticas externas da Argentina e do Brasil em relação aos Países Europeus do Eixo (Alemanha e Itália) e aos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. A política argentina de neutralidade ocasionou uma forte oposição dos EUA, que produziu uma série de represálias políticas e comerciais contra o Governo Argentino, principalmente, quando os militares nacionalistas argentinos resolveram buscar apoio nos regimes fascistas europeus, na tentativa de recuperar a sua hegemonia regional, perdida com o pan-americanismo, liderado pelos EUA. No caso do Brasil, por causa da importância estratégica do nordeste brasileiro e, com a possibilidade de conseguir investimentos para a construção de uma siderúrgica, que levaria, no futuro, ao surgimento de uma política desenvolvimentista no país, o Governo Brasileiro optou pelo pan-americanismo. Esta opção política de se aliar aos EUA acarretou o rompimento de relações diplomáticas e, posteriormente, na declaração de guerra às Potências do Eixo. Dessa forma, esta tese apresenta os interesses e as motivações por trás das decisões políticas que contribuíram para que o Brasil tomasse o partido dos aliados durante a guerra, e a Argentina mantivesse uma posição de neutralidade, até quase o final do conflito.

Título: Sobre Diplomacia e Território (1831-1834): edição de documentos do Arquivo Histórico do Itamaraty
Autor: Marcus Vinicius Correia Biaggi
Ano: 2014
Instituição: USP
Resumo: Esta dissertação consiste na seleção, transcrição e edição crítica de documentos do arquivo do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Império do Brasil entre a queda de Pedro I e 1834, com o propósito de desenvolver um instrumento de pesquisa que amplie o acesso a fontes sobre a formação territorial no Estado brasileiro e suas relações exteriores. A dissertação contém um Estudo Introdutório sobre as edições de documentos do Ministério dos Negócios Estrangeiros e sobre as tensões em torno da "questão portuguesa", propostas de secessão territorial do Império e ações movidas pela diplomacia para sua prevenção. Para a elaboração do instrumento de pesquisa foram selecionados 113 documentos, entre ofícios e respectivos anexos, expedidos pela missão diplomática do Império do Brasil no Reino Unido da Grã-Bretanha, centro do capitalismo no período

Fim do conteúdo da página