A FUNAG publicou os seguintes livros em 2018:

The Road Ahead - The 21st - Century World Order in the Eyes of Policy Planners

Organizadores: Benoni Belli e Filipe Nasser
Ementa: Publicada em inglês, a obra reúne ensaios dos diretores de planejamento diplomático de dezoito países, além da União Europeia. Planejadores diplomáticos são funcionários responsáveis pela tarefa de analisar as tendências regionais e globais à luz das prioridades de seus respectivos países, oferecendo aos tomadores de decisão recomendações sobre estratégias de política externa. Ao reunir pela primeira vez, em um único volume, a contribuição de uma amostra representativa do pensamento de planejadores oriundos de países com tradição na área, a FUNAG oferece uma obra com potencial de tornar-se referência para diplomatas, acadêmicos, estudantes e interessados.

Cadernos de Política Exterior - Ano 4 • Número 7 • primeiro semestre de 2018

Autor: IPRI
Ementa: A exemplo das edições anteriores, a obra reúne textos de diplomatas, acadêmicos e especialistas sobre as relações internacionais e a política externa brasileira. Esta edição inicia-se com o artigo do secretário de Planejamento Diplomático do Itamaraty, Benoni Belli, a respeito do discernimento político como elemento central no fazer diplomático. Na sequência, o embaixador Arthur Meyer analisa três conferências proferidas pelo jurista e futuro ministro das Relações Exteriores e da Fazenda, Francisco Clementino de San Tiago Dantas, na Escola Superior de Guerra (ESG), nos anos 1950.

A OCDE em rota de adaptação ao cenário internacional - Perspectivas para o relacionamento do Brasil com a Organização

Autor: Rodrigo de Oliveira Godinho
Ementa: Originalmente tese apresentada no Curso de Altos Estudos (CAE) do Instituto Rio Branco, a publicação tem como objeto as transformações institucionais e temáticas da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), entre os anos de 2006 e 2016, e suas implicações para o relacionamento entre o Brasil e aquela organização.

A Política Regional da Venezuela entre 1999 e 2012 - Petróleo, integração e relações com o Brasil

Autor: Gabriel Boff Moreira
Ementa: O corte temporal do trabalho, de 1999 a 2012, compreende os anos de formação e auge do que se convencionou denominar “período chavista”. A obra analisa a política externa venezuelana a partir de elementos estruturais, centrados na influência do petróleo. Para o autor “a crise aguda vivida pela Venezuela parece confirmar a tese central defendida no trabalho, de que as estruturas formadas a partir da condição de dependência do petróleo desempenham papel central nos destinos daquele país, ontem e hoje”.

A Síndrome de Brás Cubas - Sanções unilaterais e a responsabilidade internacional dos estados

Autor: Pedro M. Sloboda
Ementa: A obra analisa a regulamentação jurídica das sanções unilaterais, em particular, das chamadas contramedidas de terceiros. Para o autor, “essas sanções são impostas sob o manto de uma retórica humanista, com o pretexto de preservar os valores essenciais da comunidade internacional, em benefício da humanidade”. Observa, no entanto, que essa “prática é concentrada e seletiva. E a conveniência geopolítica dessas medidas põe em xeque as boas intenções”.

Mulheres Diplomatas no Itamaraty (1918-2011) - Uma análise de trajetórias, vitórias e desafios

Autor: Guilherme José Roeder Friaça
Ementa: Tendo como principal fonte primária os documentos administrativos do Ministério das Relações Exteriores, a obra analisa o tratamento dado ao tema da igualdade de gênero pela instituição durante os 93 anos da história das mulheres no Itamaraty cobertos pelo estudo (1918 a 2011). O livro conta com apresentação da embaixadora Thereza Maria Machado Quintella, e prólogo das conselheiras Ana Beatriz Nogueira e Viviane Rios Balbino.

Reduzindo o custo de ser estrangeiro - O apoio do Itamaraty à internacionalização de empresas brasileiras

Autor: Cristiano Franco Berbert
Ementa: A partir de tese apresentada no Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco, o livro busca, com base na pesquisa de casos concretos, identificar e destacar a contribuição específica do Ministério das Relações Exteriores às empresas em processo de internacionalização. Para o autor, os serviços prestados ao setor empresarial pela rede de Embaixadas e Consulados-Gerais auxiliam nossas transnacionais a reduzir o “custo de ser estrangeiro”. O prefácio é de Joseph C. Marques, professor visitante da Escola de Genebra de Diplomacia e Relações Internacionais.

Entre o dever de escutar e a responsabilidade de decidir - O CSNU e os seus métodos de trabalho

Autor: Kassius Diniz da Silva Pontes
Ementa: Originalmente tese apresentada no Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco em 2017, o livro, de Kassius Diniz da Silva Pontes, tem por objeto os métodos de trabalho do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), a partir de análise crítica do conjunto de regras e práticas que disciplinam o seu funcionamento interno e a sua interação com atores externos. A obra conta com prefácio do embaixador Gelson Fonseca Junior.

Epitacio Pessôa: na Europa e no Brasil

Autor: Carlos Alberto Pessôa Pardellas
Ementa: A obra parte de importante fonte primária inédita, as anotações diárias de viagem do futuro presidente da República, Epitacio Pessôa, à Europa em 1897, reunidas por seu neto, o embaixador Carlos Alberto Pessôa Pardellas. O livro conta com apresentação do embaixador Alberto da Costa e Silva, prefácio do embaixador Sérgio Eduardo Moreira Lima, e prólogo do jurista e ex-ministro das Relações Exteriores, Francisco Rezek.

O Jogo Estratégico nas Negociações Mercosul-União Europeia

Autor: Ricardo Guerra de Araújo
Ementa: A obra concentra-se no papel negociador desempenhado pela Comissão Europeia, órgão executivo da Comunidade Europeia (CE), que tem a capacidade de propor e de implementar políticas, e dispõe de mandato para firmar acordos internacionais de comércio em nome do bloco. Segundo o autor do livro, embaixador Ricardo Guerra de Araújo, a obra “procura avaliar os riscos e as oportunidades que as negociações sobre regras relacionadas a investimentos, serviços, propriedade intelectual e compras governamentais apresentam para o Brasil como membro do Mercosul em termos de eventuais restrições no grau de autonomia para adoção de políticas econômicas no plano doméstico”.

História da África e Relações com o Brasil

Autor: Nedilson Jorge
Ementa: Organizado pelo embaixador do Brasil em Pretória, Nedilson Jorge, o livro reúne intervenções de historiadores, professores e especialistas feitas durante a realização do seminário "História da África e Relações com o Brasil", que expôs diferentes visões sobre o continente africano, sobre suas relações com o Brasil e sobre a própria sociedade brasileira. O embaixador Fernando José Marroni de Abreu, subsecretário-geral da África e do Oriente Médio do MRE, destaca, na apresentação da obra, que o leitor constatará elevada qualidade das intervenções, nas quais se depara com finos diagnósticos e inovadores conceitos.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume VI - (Ed. fac-similar)

Organizador: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume V - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume IV - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume III - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume II - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume I - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Brazil-Turkey Two Emerging Powers Intensify Relations

Autor: Ekrem Eddy Güzeldere
Ementa: Com apresentações do diretor do Instituto de Estudos Latino-Americanos da German Institute of Global and Area Studies (GIGA), professor dr. Detlef Nolte, e do embaixador do Brasil na Turquia, Eduardo Gradilone, o livro traz questões importantes sobre a relação entre o Brasil e a Turquia. Segundo observa Gradilone, apesar da distância geográfica e das diferenças culturais, há um sentimento recíproco de familiaridade e amizade entre os dois povos.

Cadernos do CHDD Ano 16 • Número 31 • segundo semestre 2017

Autor: CHDD
Ementa: Esta edição do “Cadernos do Centro de História e Documentação Diplomática (CHDD)” continua a publicação, iniciada no número anterior, da correspondência da embaixada em Londres no período que marca o início da II Guerra Mundial (1939-1940). A documentação é introduzida pelo professor Marcelo de Paiva Abreu, autor de um texto clássico sobre as relações econômicas do Brasil entre 1930-1945. Uma segunda série de documentos, apresentada pelo pesquisador Tiago Coelho, transcreve os ofícios da missão de Correa da Câmara a Buenos Aires em 1822-1823. O “Cadernos” apresenta ainda artigo de Rodrigo Wiese Randig sobre o reconhecimento da Independência do Brasil pela Argentina e notas da pesquisa do professor Daniel Rei Coronato, sobre a diplomacia brasileira na região do Prata (1845-50).

Cadernos de Política Exterior - Ano 3 • Número 6 • segundo semestre de 2017

Autor: IPRI
Ementa: A sexta edição dos “Cadernos de Política Exterior” é inaugurada com artigo do ministro de Estado das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, sobre a política externa brasileira e seus parâmetros. Traz, a exemplo das edições anteriores, outros temas de interesse para diplomatas, pesquisadores, estudantes e o público em geral. Publicada semestralmente, a coletânea reúne temas de interesse para a política externa e as relações internacionais do Brasil. A revista conta ainda com uma seção final em homenagem ao IPRI, que comemorou, em setembro de 2017, 30 anos de existência.

O Pragmatismo Responsável na Visão da Diplomacia e da Academia

Organizador: Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: A obra reúne discursos e conferências de Azeredo da Silveira – ministro das Relações Exteriores (1974 1979) – bem como notas introdutórias, artigos e ensaios selecionados de diplomatas e professores de relações internacionais, ilustrativos da visão da diplomacia e da academia a respeito do Pragmatismo Responsável.

Direction of Chinese Global Investments

Autor: Anna Jaguaribe (Editor)
Ementa: O livro trata sobre o destino global dos investimentos chineses e suas implicações para o Brasil. Editado pela doutora Anna Jaguaribe, diretora do Instituto de Estudos Brasil-China (IBRACH), constitui esforço que reúne academia, empresas e diplomacia com o propósito de promover a compreensão de um fenômeno econômico contemporâneo, seus desafios e oportunidades.

Barão do Rio-Branco Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França (Maio de 1895 a Abril de 1901) Volume VI "Anexos"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: Com este sexto volume, completa-se a transcrição, editada e comentada, dos Cadernos de Notas do Barão do Rio-Branco, referentes aos quase seis anos, entre maio de 1895 a abril de 1901, período decisivo para a solução de questão de fronteiras entre o Brasil e a Guiana francesa, questão essa que havia resistido a diversas tentativas de negociação, inicialmente entre Portugal e França, continuadas durante o Império e que chegaram ao seu ponto culminante, já na República.

Brasil - Líbano: Legado e Futuro

Organizadores: Ligia Maria Scherer, Felipe Haddock Lobo Goulart e Pedro Augusto Franco Veloso
Ementa: A obra reúne artigos que expõem perspectivas e opiniões sobre as relações entre os dois países. “Os autores apresentam, a partir de ângulos próprios, informações sobre o passado e, também, olhares prospectivos, que assinalam oportunidades ainda contidas nas relações brasileiro-libanesas”, nas palavras do presidente da República, Michel Temer, em sua apresentação da obra.