A FUNAG publicou os seguintes livros em 2018:

Arquivo Diplomático da Independência - Volume VI - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume V - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume IV - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume III - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume II - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Arquivo Diplomático da Independência - Volume I - (Ed. fac-similar)

Autor: Ministério das Relações Exteriores
Ementa: A primeira obra da coleção Bicentenário Brasil 200 anos – 1822-2022 é o “Arquivo Diplomático da Independência”, editado em seis volumes, de 1922 a 1925, durante as comemorações do Primeiro Centenário da Independência do Brasil, e reproduzidos fac-similarmente por ocasião do sesquicentenário (1972). O Arquivo reúne documentos relativos à formação do novo Estado independente e que foram sendo acrescidos por comunicações oficiais e pessoais de interesse nacional.

Brazil-Turkey Two Emerging Powers Intensify Relations

Autor: Ekrem Eddy Güzeldere
Ementa: Com apresentações do diretor do Instituto de Estudos Latino-Americanos da German Institute of Global and Area Studies (GIGA), professor dr. Detlef Nolte, e do embaixador do Brasil na Turquia, Eduardo Gradilone, o livro traz questões importantes sobre a relação entre o Brasil e a Turquia. Segundo observa Gradilone, apesar da distância geográfica e das diferenças culturais, há um sentimento recíproco de familiaridade e amizade entre os dois povos.

Cadernos do CHDD Ano 16 • Número 31 • segundo semestre 2017

Autor: CHDD
Ementa: Esta edição do “Cadernos do Centro de História e Documentação Diplomática (CHDD)” continua a publicação, iniciada no número anterior, da correspondência da embaixada em Londres no período que marca o início da II Guerra Mundial (1939-1940). A documentação é introduzida pelo professor Marcelo de Paiva Abreu, autor de um texto clássico sobre as relações econômicas do Brasil entre 1930-1945. Uma segunda série de documentos, apresentada pelo pesquisador Tiago Coelho, transcreve os ofícios da missão de Correa da Câmara a Buenos Aires em 1822-1823. O “Cadernos” apresenta ainda artigo de Rodrigo Wiese Randig sobre o reconhecimento da Independência do Brasil pela Argentina e notas da pesquisa do professor Daniel Rei Coronato, sobre a diplomacia brasileira na região do Prata (1845-50).

Cadernos de Política Exterior - Ano 3 • Número 6 • segundo semestre de 2017

Autor: IPRI
Ementa: A sexta edição dos “Cadernos de Política Exterior” é inaugurada com artigo do ministro de Estado das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, sobre a política externa brasileira e seus parâmetros. Traz, a exemplo das edições anteriores, outros temas de interesse para diplomatas, pesquisadores, estudantes e o público em geral. Publicada semestralmente, a coletânea reúne temas de interesse para a política externa e as relações internacionais do Brasil. A revista conta ainda com uma seção final em homenagem ao IPRI, que comemorou, em setembro de 2017, 30 anos de existência.

O Pragmatismo Responsável na Visão da Diplomacia e da Academia

Organizador: Sérgio Eduardo Moreira Lima
Ementa: A obra reúne discursos e conferências de Azeredo da Silveira – ministro das Relações Exteriores (1974 1979) – bem como notas introdutórias, artigos e ensaios selecionados de diplomatas e professores de relações internacionais, ilustrativos da visão da diplomacia e da academia a respeito do Pragmatismo Responsável.

Direction of Chinese Global Investments

Autor: Anna Jaguaribe (Editor)
Ementa: O livro trata sobre o destino global dos investimentos chineses e suas implicações para o Brasil. Editado pela doutora Anna Jaguaribe, diretora do Instituto de Estudos Brasil-China (IBRACH), constitui esforço que reúne academia, empresas e diplomacia com o propósito de promover a compreensão de um fenômeno econômico contemporâneo, seus desafios e oportunidades.

Barão do Rio-Branco Cadernos de Notas: A questão entre o Brasil e a França (Maio de 1895 a Abril de 1901) Volume VI "Anexos"

Autor: Affonso José Santos
Ementa: Com este sexto volume, completa-se a transcrição, editada e comentada, dos Cadernos de Notas do Barão do Rio-Branco, referentes aos quase seis anos, entre maio de 1895 a abril de 1901, período decisivo para a solução de questão de fronteiras entre o Brasil e a Guiana francesa, questão essa que havia resistido a diversas tentativas de negociação, inicialmente entre Portugal e França, continuadas durante o Império e que chegaram ao seu ponto culminante, já na República.

Brasil - Líbano: Legado e Futuro

Organizadores: Ligia Maria Scherer, Felipe Haddock Lobo Goulart e Pedro Augusto Franco Veloso
Ementa: A obra reúne artigos que expõem perspectivas e opiniões sobre as relações entre os dois países. “Os autores apresentam, a partir de ângulos próprios, informações sobre o passado e, também, olhares prospectivos, que assinalam oportunidades ainda contidas nas relações brasileiro-libanesas”, nas palavras do presidente da República, Michel Temer, em sua apresentação da obra.