A FUNAG publicou os seguintes livros em 2017:

A Obrigação Universal do Desarmamento Nuclear

Autor: Antônio Augusto Cançado Trindade
Ementa: Em 2016, a CIJ rejeitou por oito votos a oito (e voto de minerva do presidente), as demandas das Ilhas Marshall contra as potências nucleares sobre o tema de desarmamento nuclear. Então, o juiz brasileiro apresentou voto dissidente, na qual sustentou que a CIJ tem jurisdição sobre a matéria e deveria ter procedido ao exame do seu mérito. Assinalou que há hoje uma opinio juris communis formada a respeito da ilegalidade das armas nucleares, como se pode depreender das séries de resoluções da Assembleia Geral das Nações Unidas, a que se agregam soluções do Conselho de Segurança e pronunciamentos do Secretário-Geral. Além disso, recordou que a Carta das Nações Unidas é atenta aos povos e assim tem sido no ciclo recente de Conferências Mundiais das Nações Unidas. Defendeu, enfim, tratar-se de tema que afeta a humanidade como um todo e a razão de humanidade prevalece sobre a razão de Estado.

Cadernos de Política Exterior - ano II - número 4 - segundo semestre de 2016

Autor: Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais
Ementa: A obra dá continuidade à política já adotada nas edições anteriores. Em sua quarta edição, este caderno cobre diferentes temas da agenda diplomática brasileira: artigos, ensaios, discursos sobre as relações internacionais do Brasil e aspectos diversos do cenário político mundial de interesse para o País. Esta edição é iniciada pelo artigo publicado pelo presidente da República, Michel Temer, a respeito da diplomacia presidencial a serviço do Brasil. A seguir, o então ministro das Relações Exteriores, José Serra, e sua contraparte da Argentina, Susana Malcorra, discorrem sobre a mais importante interface regional do Brasil e a do Mercosul. Em seguida, seguem, entre outros, a palestra do embaixador Sérgio Eduardo Moreira Lima sobre a política externa brasileira, proferida na abertura da V CORE, em Belém, Pará, e o artigo “BRICS, de Fortaleza a Goa”, de Kenneth Felix Haczynski da Nóbrega, que analisa o percurso realizado por esse agrupamento de países ao longo dos últimos anos e enfatiza a continuidade de suas ações no plano global.

A Integração Brasil-Argentina - História de uma idéia na "visão do outro" - 2ª edição

Autor: Alessandro Candeas
Ementa: O livro apresenta um panorama das relações bilaterais e da aliança estratégica Brasil-Argentina, a fim de ampliar o conhecimento na área da política externa. O objeto da obra é apontar, nos planos das ideias e da história, a transição do relacionamento bilateral de um padrão de rivalidade para o de cooperação e, gradualmente, integração. A primeira edição foi publicada em 2010.

Brazilian Diplomatic Thought Policymakers and Agents of Foreign Policy (1750 - 1964) - Volume II

Autor: José Vicente de Sá Pimentel
Ementa: FUNAG lança o segundo, de três volumes, da versão em inglês “Brazilian Diplomatic Thought-Policymakers and Agents of Foreign Policy (1750-1964)”, da coleção História Diplomática. A série trata das concepções fundadoras e dos protagonistas do pensamento diplomático desde Alexandre de Gusmão, passando pelo Império e República e até o início da década de 1960, com um amplo período de modernização da diplomacia nacional. A obra possui uma narrativa sobre a construção do Brasil e do papel desempenhado por seus diplomatas e estadistas, sendo fundamental para a ampliação do conhecimento sobre relações internacionais e política externa brasileira.